Amamentar dói e desmamar também 

por: Alce / há 8 meses

Amamentar dói e desmamar também!

Após toda a preparação para o parto e a chegada do bebê, o foco volta-se agora para a amamentação e lá vem aquela chuva de palpites, inicia-se a maratona de mamadas que por vezes são doloridas e sem sucesso nestes primeiros dias.

A mãe no puerpério, emendando uma noite em claro na outra já não sabe mais qual orientação seguir… mas os dias seguem, o bebê aprende a mamar, a dor vai embora e tudo parece agora estar perfeito rumo aos 6 meses de amamentação exclusiva e quem sabe aos 2 anos de leite materno complementar conforme a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Mas o fato é que nem toda mãe pode ou consegue bater essa meta por muitos motivos plausíveis como a volta ao trabalho, uma medicação que precisa tomar, outra gravidez ou até mesmo por esgotamento físico. E aí vem a difícil e dolorida decisão VOU DESMAMAR! ( que dor rsrs Amamentar dói e desmamar também!

E lá vem mais uma avalanche de palpites: Para, a criança come bem nem precisa mais mamar; Para de ser boba a criança já está grande já mamou bastante; Tá fazendo seu peito de chupeta, Tira do peito que vai dormir à noite inteira. Em fim todas aqueles conselhos que toda mãe de segunda viagem já conhece (se você é de primeira viagem uma dica: acostume-se e sorria plena fingindo concordância para evitar a fadiga rsrs).  

Desmamar dói, os peitos doem o coração dói muito. Então lembre-se que quem vai passar por esse processo todo é você e o seu bebê portanto sintam-se realmente preparados vive-lo.

Comece aos poucos você pode fazer o chamado desmame conduzido  de forma passiva que é quando a mãe opta por amamentar até que a criança decida não mamar mais ou o desmame de forma tranquila e gentil onde a mãe vai readequando a amamentação colocando limites ou horários e até mesmo lugar certo para mamar (saindo da livre demanda primeiro)  disponibilizando menos peito e assim ir gradativamente diminuindo até encerrar. Converse com seu bebê sobre o assunto (sim isso ajuda e muito eles são mais espertos do que a gente imagina) explique a ele como vai ser daqui para frente e conduza a situação. Aos pouquinhos trocando tetênão só por alimento mas por carinho, passeios, abraços e brincadeiras. Não esqueça que é um momento de aprendizado, o seu bebê está aprendendo a viver sem o mamá e descobrindo que pode ser legal também.  Segundo Freud, a ligação do corpo do bebê com o de sua mãe só se separa a partir do desmame. Então tenha paciência pois uma nova vida se inicia para você e para o seu bebê. 

 Confira alguns de nossos produtos que auxiliam na amamentação http://www.usealce.com.br/c/cover 

Amamentar dói e desmamar também!

Um comentário sobre “Amamentar dói e desmamar também 

  1. Sou a Cíntia Morais, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor parabéns nota 10 gostei muito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *